Plantão Rio Notícias

Entrevista: O atual presidente da Rádio Rio de Janeiro fala sobre o criador da emissora e sua criação

Enviado em 18 de março de 2016 às 08:50 | Publicado por Equipe Rádio Rio de Janeiro

Nesta semana, a Rádio Rio de Janeiro comemorou os 104 anos do nascimento de Geraldo de Aquino, o 1º presidente da FUNTARSO / Rádio Rio de Janeiro. Para fechar as homenagens, a emissora preparou uma entrevista especial com o atual presidente, Gerson Simões Monteiro, que fala sobre o criador e sua criação, e de que maneira este meio de comunicação tem favorecido à divulgação da Doutrina Espírita.
foto entrevista

Equipe Rádio Rio de Janeiro - Qual foi o papel de Geraldo de Aquino para a criação da atual Rádio Rio de Janeiro?

Gerson S. Monteiro - Um dos pioneiros da radiofonia espírita, Geraldo de Aquino ingressou no rádio, através da Hora Espiritualista, programa criado e dirigido por João Pinto de Sousa, em 19 de agosto de 1937.
Em 1942, substituiu João Pinto de Souza, na direção do programa, por enfermidade do mesmo. Por falecimento do criador da Hora Espiritualista, em 1943, e atendendo a seu pedido, a direção do programa passou para Geraldo de Aquino, permanecendo sob sua responsabilidade até a sua desencarnação. Por sugestão de Daniel Cristóvão, ainda em 43, Geraldo mudou o nome da Hora Espiritualista João Pinto de Souza, conservando este nome até 1965, quando teve sua denominação alterada para Hora Cristã-Espírita João Pinto de Souza.
Geraldo criou diversos programas radiofônicos: Programa Inspiração, de tangos, (de 1947 até 1952), na antiga Rádio Clube do Brasil; Encantamento, de músicas selecionadas, rádio-teatro de fundo espiritualista, na Rádio Clube do Brasil, de (de 1948 até 1955); Meditação — Evocação da Ave Maria, diariamente, das 17h55 às 18h55, na Rádio Clube do Brasil, posteriormente na Rádio Mundial, Rádio Copacabana e na Rádio Rio de Janeiro; Bezerra de Menezes, aos domingos, às 21h, em 01 de agosto de 1954; Luz na Penumbra, em 19 de novembro de 1954, diariamente, para estudo das obras básicas de Allan Kardec, até hoje levado ao ar pela Rádio Rio de Janeiro.

ERRJ - Por quê Geraldo sentiu que era preciso uma emissora que falasse sobre a Doutrina Espírita?

GSM - Em 1971, houve um movimento para se adquirir a Rádio Rio de Janeiro. Geraldo de Aquino convidou abnegados companheiros e fundou uma Instituição destinada a manter a Rádio Espírita: a Fundação Cristã-Espírita-Cultural Paulo de Tarso, com oitenta conselheiros. No dia 3 de dezembro de 1972, recebeu as chaves da emissora, das mãos do Dr. Luiz George de Oliveira Bello. O carisma e a confiança do povo permitiram a Geraldo de Aquino realizar diversas campanhas em favor da compra da emissora. Terminado o compromisso, a Fundação foi autorizada, pelo Poder Público, a aumentar sua potência para 50 kw. Geraldo empreendeu inesquecível e árdua campanha para a compra do equipamento, que, não existindo no país, teve que ser importado, com pagamento em dólares, em 19 prestações. Com uma inflação galopante, na época, e o dólar subindo assustadoramente, Geraldo lançou campanha nesse sentido, tendo o público correspondido ao seu apelo. Muitas vezes, os recursos só eram conseguidos nos últimos dias de pagamento. Geraldo, todavia, não esmoreceu, confiando na assistência espiritual. Para sua alegria, viu ser paga a última prestação em 10 de fevereiro de 1984. Um mês, após, Geraldo desencarnou.
Geraldo de Aquino participou ativamente do Movimento Espírita do Rio de Janeiro, e do Brasil, como o Pacto Áureo, Congressos, Semanas Espíritas, etc. Por sua atuação na radiofonia carioca, e da obra assistencial empreendida, ficou conhecido de todos os espíritas e respeitado pelos adeptos de outras religiões, tendo recebido vários títulos, como o de Cidadão do Estado da Guanabara, outorgado pela Assembleia Legislativa.

ERRJ - Após 45 anos, como podemos avaliar a importância da rádio, um meio de comunicação tão importante, para o movimento espírita?

GSM - Pelo índice de audiência aferido pelo IBOPE, a nossa emissora se situa entre o 3º e 4º lugar, dentre as 23 emissoras AM do Grande Rio, e pelo site temos cerca de mais de 95 mil internautas mês.

ERRJ - Hoje, como a rádio busca melhorar a comunicação com os ouvintes?

GSM - Não só através dos programas interativos utilizando o telefone, e agora o whatsapp. E a partir do dia 14, essa melhor comunicação está sendo realizada através do novo site e das redes sociais, e para tanto a rádio criou o setor Produção Digital.

ERRJ - Quais as expectativas para o futuro da emissora?

GSM - Como o Espiritismo está em franca expansão é promissor o seu futuro, logicamente.

> Voltar

© Copyright 2015 - Rádio Rio de Janeiro

Tsuru Agência Digital
Desenvolvido pela