Plantão Rio Notícias

Ministério Público Federal pede à Justiça suspensão dos direitos políticos do Deputado Afastado Eduardo Cunha

Enviado em 14 de junho de 2016 às 08:58 | Publicado por Equipe Rádio Rio de Janeiro

A Força-Tarefa da Operação Lava Jato no Paraná protocolou ação civil pública de improbidade administrativa contra o presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Segundo o Ministério Público Federal, ele foi beneficiário direto das irregularidades instaladas na Petrobras. Os procuradores pedem que ele pague cerca de 270 milhões de reais em multas. A Força-Tarefa pede a suspensão dos direitos políticos de cunha por dez anos e a perda do enriquecimento ilícito de mais de cinco milhões de dólares. Segundo o MPF, embora Cunha tenha prerrogativa de foro por ser Deputado Federal, o processo e o julgamento de atos de improbidade tramitam em primeira instância. Em nota, Eduardo Cunha classificou a ação do Ministério Pública de “absurda” e negou todas as acusações.

> Voltar

© Copyright 2015 - Rádio Rio de Janeiro

Tsuru Agência Digital
Desenvolvido pela