Blog

Ambev ensina como produzir máscaras feitas com plástico PET

A empresa brasileira está trabalhando em diversas ações nesse momento de enfrentamento à pandemia.

Máscara de garrafa PET produzida pela Ambev.
Máscara de plástico PET produzida pela Ambev. | Foto: Divulgação Instagram

 

Agora está mais fácil de encontrar álcool em gel nos estabelecimentos, certo? Mas no início da pandemia o cenário era bem diferente. Você deve se recordar que já falamos por aqui sobre a Ambev. A empresa iniciou um projeto para produzir 500 mil unidades de álcool em gel para distribuir a hospitais da rede pública nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal. Todos os hospitais públicos dos municípios selecionados receberam 5 mil unidades.

Na época, a empresa brasileira destacou a falta do produto no mercado. Mas o álcool em gel não pode andar sozinho. Lavar as mãos regulamente e utilizar máscaras tem que fazer parte da sua rotina. Quem também precisa estar muito bem protegido é o profissional da saúde. E para ajudar, a Ambev fez a diferença mais uma vez.

 

Protegendo vidas

A empresa brasileira disponibilizou a técnica de confecção dos protetores faciais para serem produzidos por outras empresas que possuem máquina de corte a laser. Por conta da escassez das máscaras médicas no mercado, uma outra opção também muito usada pelos profissionais são aquelas para proteção do rosto todo. A ideia da Ambev é ensinar como fazer essas máscaras com garrafa PET. O objetivo da empresa é estimular outras companhias a colaborarem e, assim, ampliar a quantidade de protetores faciais produzidos.

Em forma de tutorial, um kit foi elaborado com as informações de estruturas e materiais necessários para a produção. O passo a passo detalhado está disponível para download no site da empresa ou através deste link. Por lá, é possível acessar, gratuitamente, mais detalhes e orientações de montagem. A empresa interessada encontrará também uma cartilha com instruções de uso, pensando na higienização e reutilização.

“Acreditamos que ao disponibilizarmos as cartilhas para outras empresas produzirem as máscaras, podemos ajudar os profissionais de saúde que estão na linha de frente nesse momento tão importante”, afirma Jean Jereissati, presidente da Ambev.

Veja também: Universidade de Brasília cria site e aplicativo para facilitar doações em tempos de coronavírus

 

Luta contra a Covid-19

E a Ambev não parou por aí. Além de mostrar como produzir, a empresa também vai fabricar 3 milhões de máscaras do tipo face shield, que cobrem o rosto todo, exatamente como ensina no tutorial. Todas as unidades serão doadas para profissionais de saúde do país. A produção está sendo realizada a partir polietileno tereftalato (PET), material utilizado pela empresa em embalagens de refrigerante. De acordo com o Datasus (Departamento de informática do Sistema Único de Saúde do Brasil), há oficialmente 3 milhões de profissionais cadastrados na plataforma.

A proteção do rosto é uma das principais formas para ajudar na prevenção da Covid-19. Para quem não sabe, o modelo adotado pela Ambev cobre toda a face, impedindo o contato com gotículas contaminadas pelo coronavírus.

“Esse modelo de protetor facial tem o diferencial de ser facilmente higienizado e é uma das principais demandas da rede de saúde no país, além de complementar o uso da máscara”, ressalta o médico Rubens Belforte, da Academia Nacional de Medicina, que testou o protetor facial com o professor João Aléssio, do Hospital de São Paulo.

 

Redação por: Lohrrany Alvim

16h09 – 05/05/2020

> Voltar

© Copyright 2018 - Rádio Rio de Janeiro

Tsuru Agência Digital
Desenvolvido pela