Blog

Parceria com aplicativo vai levar doadores de plasma ao Hemorio de graça

Instituto está realizando testes com pessoas curadas da Covid-19.

Por: Lohrrany Alvim
10/05/2020 – 15h32
Objetivo é obter os anticorpos produzidos contra a covid-19.
Objetivo é obter os anticorpos produzidos contra a covid-19. | Foto: Reprodução Internet

 

Diante da situação que o mundo vem enfrentando, com o isolamento social implementado em diversas partes do planeta, muitas pessoas se sentem incapazes de ajudar o próximo. Mas há formas de contribuir mesmo em épocas de pandemia. E uma ótima forma de ajudar é doando de sangue! Lembrando que o seu sangue não irá para quem estiver hospitalizado pelo coronavírus, e sim para pacientes em outros tratamentos.

O problema é que, com a pandemia, grande parte da população deixou de doar, resultando na diminuição de bolsas nos estoques. No Hemorio (Instituto Estadual de Hematologia do Rio de Janeiro), foram coletadas em abril 1.800 bolsas de sangue a menos em comparação ao mesmo período do ano passado. Além de sangue, o instituto também realiza a coleta de plasma. E para minimizar os efeitos desse momento tão difícil, uma iniciativa foi lançada aqui no Rio de Janeiro.

 

Ação conjunta

O Hemorio iniciou uma pesquisa com plasma de pessoas curadas da infecção causada pela Covid-19. E para ajudar no novo estudo, o instituto firmou parcerias com empresas de aplicativos de transportes para que os voluntários possam ir de graça até o local de coleta do material. Esse procedimento ocorre na região central da cidade. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, a parceria com a Uber vai disponibilizar dois vouchers de até R$ 20 para que os voluntários selecionados possam ir até o Hemorio e depois retornarem para suas casas.

Mas se você se interessou e mora mais longe, o Homorio já está estudando a possibilidade de disponibilizar um carro próprio para o transporte do doador. De acordo com a Uber, a iniciativa ocorre até o dia 22 de maio. A ação faz parte do compromisso da empresa de fornecer, em todo o mundo, 10 milhões de viagens e entregas de alimentos gratuitas para profissionais de saúde, idosos e pessoas que necessitam de ajuda durante a pandemia.

Veja também: Ação realiza coleta de sangue em condomínios do Rio de Janeiro

 

Como funciona

O teste consiste na aplicação do plasma sanguíneo de pacientes curados em pacientes com Covid-19, já que o plasma contém os anticorpos para a doença. Essa terapia é semelhante à utilizada em epidemias como a de ebola, H1N1 e a da gripe espanhola.

“Pretendemos usar o procedimento em cem pacientes. Aí de fato teremos evidências se esse tratamento funciona ou não. É claro que a gente está muito esperançoso, mas tem de deixar bastante claro que ninguém tem certeza se vai funcionar ou não. A partir de amanhã a gente vai começar a coletar um número grande de plasma por dia. E a gente não vai esperar resultado”, afirma o diretor do Hemorio, Luiz Amorim.

 

Requisitos

O doador de plasma precisa ter entre 18 e 60 anos e comprovar estar curado da Covid-19 há pelo menos 14 dias. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, após demonstrar o interesse de ser voluntário, o doador passa por uma triagem. Assim, o Hemorio escolhe os perfis mais adequados para a pesquisa. Os 100 participantes selecionados receberão os códigos para as viagens pela Uber. Vale ressaltar que cada pessoa pode doar plasma para até três pacientes, dependendo da quantidade de anticorpos. O Hemorio reforça ainda que tem capacidade para colher o plasma de até oito pessoas por dia.

Mas se você não foi infectado e mesmo assim quer ajudar, o Hemorio também fechou uma parceria com o aplicativo 99, que oferece voucher de até R$ 30 para doadores de sangue.

Confira: Brasil autoriza tratamento com sangue de quem se curou da doença

> Voltar

© Copyright 2018 - Rádio Rio de Janeiro

Tsuru Agência Digital
Desenvolvido pela