Blog

Eclipses, superlua e chuvas de meteoros marcam o calendário astronômico de 2021

Por: Lohrrany Alvim
09/01/2021 – 15h45
Saiba quais os eventos astronômicos que poderão ser vistos no Brasil este ano.(Foto reprodução Internet)

 

Você gosta de eventos astronômicos? Se sua resposta foi sim, fique atento aos principais eventos deste ano. O calendário astronômico de 2021 começou com uma chuva de meteoros. Infelizmente, a visibilidade não foi muito boa aqui no Brasil.

Ainda teremos uma aproximação da Lua, Marte e Urano, a oportunidade de observar Mercúrio, além de outras chuvas de meteoros. Vale ressaltar que todos os horários e direções indicados nesta matéria consideram um observador em Brasília. Isso significa que os eventos podem ocorrer um pouco mais cedo ou mais tarde dependendo de sua posição no país. Vamos começar?

 

Janeiro

Dia 14: Será lançado um Falcon 9 do Centro Espacial Kennedy, na Flórida, carregando a missão Transporter-1 com “dúzias” de pequenos satélites para clientes da SpaceX. O horário ainda não foi definido, mas certamente você poderá observar o lançamento no site da SpaceX.

 

Março

Dias 9 e 10: Você vai poder conferir a conjunção quádrupla entre Mercúrio, Júpiter, Saturno e a Lua. Será possível observar o fenômeno a olho nu na direção leste por volta das 5h.

 

Abril

Dia 22: Será a vez da chuva de meteoros Líridas. O evento ficará visível em todo o Brasil na direção norte, com melhores chances para as regiões Norte e Nordeste, a partir de 1h.

Dia 26: Um dos eventos mais aguardados vai ocorrer ainda em abril. Na esperada Superlua, o satélite natural da Terra estará posicionado na constelação de Virgem e poderá ser visto durante toda a noite.

 

Maio

Dia 4: Os brasileiros vão poder conferir a chuva de meteoros Eta Aquarídeos. Será visível em todo o país na direção leste, a partir de 2h. A Lua estará em Aquário, e as melhores chances de observação serão em locais afastados das grandes cidades.

Dia 26: Eclipse lunar! Será visível como eclipse total na Nova Zelândia, parte da Austrália, Oceania, extremo Alasca e Antártida. Aqui no Brasil, ocorrerá eclipse lunar parcial nos estados da região Sul, e alguns estados das regiões Norte e Centro-Oeste. Nos demais, o eclipse será penumbral.

 

Julho

Dias 12 e 13: Para todo o Brasil, Vênus e Marte serão as atrações do começo da noite. Após o pôr do sol, na direção oeste, os dois planetas estarão bem “próximos” um do outro. No dia 12, a Lua também estará próxima, deixando a visão ainda mais interessante. Já no dia 13, ocorre a conjunção entre Vênus e Marte. A dica para observar os eventos é procurar um local com horizonte oeste livre.

 

Agosto

Dia 2: Esta será a melhor data para observação de Saturno, que poderá ser visto a olho nu de todo o Brasil durante a noite. O planeta estará na constelação de Capricórnio.

 

Dia 19: Será a vez da oposição em Júpiter, que é a melhor época para observá-lo. O planeta também vai poder ser visto a olho nu de todo o Brasil, durante toda a noite. No entanto, estará na constelação de Aquário.

 

Setembro

Dia 14: Já em setembro, teremos a melhor data anual para observação de Netuno, que poderá ser visto durante toda a noite, mas apenas com uso de telescópios em locais afastados das grandes cidades. O planeta estará na constelação de Aquário.

Outubro

Dia 21: A chuva de meteoros Orionidas será visível em todo o Brasil na direção leste, a partir de 22h. A Lua estará em Touro, e as melhores chances de observação serão em locais afastados das grandes cidades.

 

Novembro

Dia 19: Um eclipse lunar parcial será visível nas Américas, Oceania, Austrália, China, Japão, extremo oriental do sudeste asiático e nordeste da Rússia. No Brasil, vai poder ser visto em todo o território, com melhores chances para os moradores da região Norte.

 

Dezembro

Dias 13 e 14: Será a vez da chuva de meteoros mais intensa do ano, a Geminidas. Poderá ser vista em todo o Brasil, com melhores chances para as regiões Norte e Nordeste, na direção nordeste, a partir de 21h, sendo visível durante toda a madrugada do dia 14.

 

Como se orientar

Para acompanhar nosso calendário astronômico, é importante saber em que direção olhar e como identificar os principais pontos. Aqui vão algumas dicas para te ajudar!

Um velho truque pode ser usado para observar os eventos e é baseado numa frase que você já deve ter ouvido: “o sol nasce a leste e se põe a oeste”. Para de orientar, fique em pé e estique os braços, com o direito apontando para o nascente, e o esquerdo para o poente. Assim, você terá o leste à direita, o norte à frente, o oeste à esquerda e sul atrás de você.

A bússola também pode ser uma grande aliada, e quem usa um aparelho de celular iPhone não precisa de um app extra: basta usar o “Bússola”, que faz parte do iOS. Para Android, existem diversas opções na Play Store. Um dos mais recomendados é o app “Apenas uma bússola”, da PixelProse SARL, por ser gratuito, fácil de usar e não possuir anúncios.

Veja também: Universidade japonesa desenvolve satélites de madeira para eliminar lixo espacial

> Voltar

© Copyright 2018 - Rádio Rio de Janeiro

Tsuru Agência Digital
Desenvolvido pela