Blog

Estudantes brasileiros de química vão concorrer à premiação na Europa

Jovens conseguiram desenvolver projeto que trata água com substância extraída da casca da laranja.

Por: Adriano Dias
25/06/2020 – 08h15 
Estudantes vão concorrer ao Prêmio Jovem da Água de Estocolmo
Estudantes vão concorrer ao Prêmio Jovem da Água de Estocolmo, na Suécia.

 

Assunto que gera muito debate na nossa sociedade, a educação é, sem sombra de dúvida, um produto essencial para o desenvolver de uma sociedade. Apesar de inúmeras dificuldades, algumas instituições conseguem elevar o patamar da nossa educação em níveis altíssimos.

Um desses exemplos vem da Escola Técnica Estadual Irmã Agostina. Localizado na cidade de São Paulo, o instituto vai representar nosso país em uma das premiações mais relevantes do continente europeu: o Prêmio Jovem da Água de Estocolmo. A indicação veio após a vitória na etapa nacional.

A última apresentação do projeto aconteceu no início de mês através da plataforma digital da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, organizadora responsável do evento. As informações são do portal Ciclo Vivo.

 

Sobre o projeto indicado

A chegada à premiação internacional foi possível por conta da “Atividade biofloculante da pectina extraída da casca da laranja para tratamento de efluentes líquidos”. Elaborado pelos alunos do curso técnico em química, Daniel Santos e Iago Martins, o projeto conseguiu identificar na casca da fruta uma substância que obteve a proeza de substituir o produto tóxico que geralmente é aplicado para eliminar a turbidez da água.

O professor e orientador do projeto, Alexandre Barros, elevou a importância do feito dos estudantes para a qualificação do nosso ensino público.

“O prêmio dá visibilidade ao trabalho desenvolvido pela equipe pedagógica das Etecs e principalmente aos professores da unidade Irmã Agostina. Existe um esforço diário de construção do conhecimento junto aos alunos e esse reconhecimento é recompensador para todos”, afirmou o especialista para o portal Ciclo Vivo.

Para quem acha que essa é a primeira participação, se engana erroneamente. Na edição do ano passado, a Etec Irmã Agostina também conquistou a etapa nacional e representou o país na etapa internacional da competição. Neste ano, a unidade teve a oportunidade de participar da final com dois projetos.

A etapa internacional do prêmio segue agendada para acontecer no mês de agosto, durante a Semana Internacional da Água, na capital da Suécia. Que esses jovens possam conquistar este prêmio e mostrar ainda mais que, sim, é possível realizar uma educação pública de qualidade no nosso país.

Veja também: Projeto concede desconto no Bondinho do Pão de Açúcar para quem doar sangue no Hemorio

> Voltar

© Copyright 2018 - Rádio Rio de Janeiro

Tsuru Agência Digital
Desenvolvido pela