Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/radioriodejaneiro.am.br/public/wp-includes/theme.php on line 356  Fotógrafa de São Paulo espalha mensagens positivas para encarar três tumores | Rádio Rio de Janeiro

Blog

Fotógrafa de São Paulo espalha mensagens positivas para encarar três tumores

Fotógrafa Paola Gimenez encontrou na escrita a forma de lutar contra o câncer. | Foto ilustrativa

 

Quando você se depara com algo tão desconhecido e imprevisível quanto um diagnóstico de um tumor, tudo a sua volta parece desmoronar. O que fazer? O que dizer? Como iniciar esta batalha? Quais atitudes se devem tomar nestes casos?

Inicialmente, a maioria das pessoas precisa de algum tempo para se ajustar ao fato de que está com câncer. Elas precisam de tempo para pensar no que é mais importante em suas vidas e a aceitar o apoio de seus familiares e amigos. Para muitos, este é um momento emocionalmente difícil e, por isso, sentimentos como raiva, medo, choque e descrença são normais.

Porém, um caso vindo da Baixada Santista mostra que sim, é possível passar encorajar as pessoas mesmo quando se tem que encarar algo tão grave como um tumor.

Positividade para encarar o tumor

Se lidar com um tumor já uma situação bem atípica, imaginar com três? Foi o que aconteceu com uma moradora de Santos, no litoral de São Paulo. Paola Serafim Gimenez resolveu um ótimo caminho para lidar com a doença. Além de expor o que sente durante o combate ao câncer, ela escolheu espalhar positividade para outras pessoas. A fotógrafa resolveu divulgar mensagens positivas pelos ônibus e ruas do município.

Esta batalha diária que Paola enfrenta começou há cerca de 10 anos, quando a jovem, então com 16 anos, passou a sofrer com os sintomas. No entanto, ela só foi diagnosticada seis anos depois e, na ocasião, a doença, que anteriormente havia atingido seu intestino, já havia se espalhado para o estômago e para um dos ovários de Paola.

Em uma entrevista ao portal G1, ela afirmou que foi um sofrimento muito grande.

“Eu sempre tive muita dificuldade em expor o que estava sentindo no momento. Quando estava internada, cheguei a ouvir coisas horríveis no hospital e durante as sessões de quimioterapia, como se eu tivesse um prazo de validade”.

Incentivada à leitura desde criança pela mãe, Paola afirma que passou a escrever o que sentia em um diário como forma de expressar o que vivia durante o tratamento.

Em janeiro de 2019, Paola passou a anotar os sentimentos, expostos em meio a frases de positividade, em pequenos adesivos que eram guardados para si. No entanto, após sofrer complicações médicas em junho, a fotógrafa passou a espalhar os recados por locais de grande movimento em Santos.  Além das ruas da cidade da Baixada Santista, o trabalho também pode ser conferido nas redes sociais de Paola.

Como lidar com essas situações?

Os médicos afirmam que muitas pessoas acreditam que expressar tristeza, medo ou raiva é um sinal de fraqueza. Na verdade, o oposto é frequentemente verdadeiro. É muito mais difícil expressar emoções do que tentar escondê-las. Esconder os sentimentos pode tornar mais difícil saber como lidar com eles.

Existem muitas maneiras de expressar seus sentimentos, tente encontrar um que se encaixa com você, como conversar seus familiares e amigos, fazer anotações em um diário ou até mesmo criar um blog. Alguns pacientes também expressam seus sentimentos através da música, pintura ou desenho. Ou, se preferir, encarar as enfermidades espalhando positividade por aí, como fez a fotógrafa Paola Gimenez.

 
Redação por Adriano Dias

08/11/2019 – 13h16

> Voltar

© Copyright 2018 - Rádio Rio de Janeiro

Tsuru Agência Digital
Desenvolvido pela