Blog

Cientistas descobrem que perfume das rosas auxilia no aprendizado de estudantes

De acordo com a pesquisa, os alunos que participaram do teste registraram um aumento na capacidade de aprendizagem.

O perfume da rosa promoveu o desenvolvimento da memória.
O perfume das rosas promoveu o desenvolvimento da memória. | Foto: Reprodução Internet

 

Além de possuir um perfume agradável, as rosas deixaram de ser um componente decorativo. Isso porque a flor em questão não só ajuda a harmonizar um ambiente como também contribui para ajudar na aprendizagem. Segundo um estudo do sono realizado em laboratório, cientistas alemães constataram que o odor exalado pela flor tem um efeito eficaz no sucesso da aprendizagem, quando apresentados durante o sono.

Os cientistas do Centro Médico da Universidade de Freiburg-Medical, do Instituto Freiburg para Áreas Fronteiriças de Psicologia e Saúde Mental (IGPP) e da Faculdade de Biologia da Universidade de Freiburg revelaram que esse efeito também pode ser alcançado fora do ambiente laboratorial.

Para a realização do teste, os estudantes de duas turmas da escola aprenderam vocabulário em inglês, com e sem perfume, durante as horas de estudo. O resultado não poderia ser diferente. Os alunos se lembraram mais do vocabulário com um perfume. A pesquisa foi publicada no periódico Scientific Reports da Nature Group.

“Mostramos que o efeito de apoio das fragrâncias funciona de maneira muito confiável na vida cotidiana e pode ser usado de maneira direcionada”, disse o líder do estudo, Dr. Jürgen Kornmeier, chefe do Grupo de Pesquisa em Percepção e Cognição do IGPP de Freiburg e cientista do Departamento de Psiquiatria e Psicoterapia da Universidade de Freiburg.

 

Testes iniciais

A professora Franziska Neumann realizou testes com 54 alunos de duas turmas da 6ª série de uma escola no sul da Alemanha. Os grupos colocaram palitos de incenso com perfume de rosa em suas respectivas mesas em casa enquanto estudavam o vocabulário em inglês, e na mesa de cabeceira ao lado da cama à noite.

No segundo teste, os estudantes também colocaram o incenso na mesa, ao lado deles, durante um teste de inglês realizado na escola. Os resultados dos dois experimentos foram confrontados com os testes nos quais não foram utilizados palitos de incenso.

“Os alunos mostraram um aumento significativo no sucesso da aprendizagem em cerca de 30% quando os incensos de rosa foram usados durante as fases de aprendizado e sono”, explica a professora.

Ainda segundo a pesquisa, o uso adicional dos incensos durante o teste de vocabulário promoveu o desenvolvimento da memória.

Como o teste do sono precisa ser determinado pela atividade cerebral através de um eletroencefalograma (EEG) feito em laboratório, essa fase não foi adequada para o uso diário.

Veja também: Estudo aponta que ser bom reduz ansiedade e aumenta felicidade

 

Redação por Fernando Ferreira

15/02/2020 – 10h49

> Voltar

© Copyright 2018 - Rádio Rio de Janeiro

Tsuru Agência Digital
Desenvolvido pela