Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/radioriodejaneiro.am.br/public/wp-includes/theme.php on line 356  Folha de pitangueira pode auxiliar no combate ao Alzheimer | Rádio Rio de Janeiro

Blog

Folha de pitangueira pode auxiliar no combate ao Alzheimer

A descoberta foi feita por brasileiros da Universidade Positivo, do Paraná. Foto: Descrição

 

Segundo dados do Governo do Brasil, o Alzheimer, que provoca perda da memória, afeta 11,5% da população idosa do país. É uma doença neurodegenerativa que afeta milhões de pessoas no mundo e ainda não possui uma cura, mas diversas pesquisas apontam que se a doença for diagnosticada cedo, é possível diminuir os impactos de seus sintomas.

Ou seja, se detectado precocemente, os sinais da doença podem ser tratados com intervenções terapêuticas, proporcionando melhor qualidade de vida ao paciente.

De acordo com Organização Mundial da Saúde, atualmente 1,4 milhões de brasileiros vivem com a doença, e com o envelhecimento acelerado da população mundial, estima-se que até 2050 esse número aumente para mais de seis milhões.


Novidade no tratamento

Pesquisadores brasileiros descobriram que a folha da pitangueira, árvore natural da Mata Atlântica, pode ajudar a combater o Alzheimer. De acordo com os estudos, o extrato das folhas da árvore – conhecida cientificamente como Eugenia uniflora – tem propriedades medicinais antioxidantes e anti-inflamatórias, além do chamado efeito neuroprotetor, que pode evitar prejuízos na memória.

A descoberta foi feita por pesquisadores de mestrado e doutorado em Biotecnologia da Universidade Positivo, do Paraná.

Fase de testes

Ilton Santos da Silva e seus alunos de graduação e pós-graduação fizeram testes com ratos de laboratório. Quatro grupos com dez roedores passaram pelos experimentos. O teste foi feito da seguinte forma: um grupo recebeu uma substância que provoca sintomas do Alzheimer, enquanto outros dois grupos, que também receberam a substância, ainda foram tratados por 30 dias com duas doses diferentes de extrato das folhas de pitangueira.

O quarto grupo foi o de controle, usado apenas para comparação. Ele não recebeu nenhum tipo de substância e nem tratamento! Após essa fase, os ratos passaram por testes de memória em um labirinto.

Os bichinhos com memórias mais saudáveis preferiram permanecer nos cantos fechados. E olha que legal: essa tendência foi maior nos animais tratados com o extrato de folha de pitangueira, em comparação com aqueles que não haviam recebido nenhum tratamento.

Os efeitos na preservação da memória dos bichos que receberam o extrato da planta foram bons a curto prazo. E após dar o primeiro passo, agora os cientistas pretendem ampliar os estudos.

Outros tratamentos naturais

Segundo a Associação Internacional de Alzheimer (ADI), mais de 100 remédios foram testados, desde 1998, na intenção de combater os efeitos da doença. Mas apenas quatro deles mostram algum benefício contra a enfermidade. Por isso, outras plantas também estão sendo pesquisadas pelos cientistas da Universidade Positivo.

Lembrando que o tratamento natural apenas complementa o tratamento medicamentoso! Separamos algumas dicas:

Colocar canela nas refeições, pois inibe o acumulo de toxinas no cérebro;

Comer alimentos ricos em acetilcolina, como ovo, leite, queijo cottage, leveduras, fígado de frango cozido, sementes de girassol, cogumelos e salmão, pois têm função de melhorar a capacidade de memória;

Ter uma alimentação rica em antioxidantes, como vitamina C, vitamina E, ômega 3 e complexo B, presentes em frutas cítricas, cereais integrais, sementes e peixes.

Além disso, pode-se preparar alguns sucos com alimentos antioxidantes como suco de maçã, por exemplo.

Suco de maçã

Quem poderia imaginar? A maçā, além de saborosa e refrescante, é um excelente remédio caseiro para prevenir e complementar o tratamento do Alzheimer. O suco de maçã ajuda a aumentar os níveis de acetilcolina no cérebro, o que combate a degeneração cerebral causada pela doença.

Ingredientes:

4 maçãs;

1 litro de água.

Modo de preparo:

Cortar as maçãs ao meio, retirar todas as sementes e adicioná-las no liquidificador juntamente com a água. Após bater bem, adoçar a gosto e beber logo de seguida, antes que o suco fique escuro. É Recomendo beber pelo menos dois copos deste suco todos os dias, para melhorar a memória e todo o funcionamento cerebral.

 

Redação por Lohrrany Alvim

16/12/2019 – 13h47

 

> Voltar

© Copyright 2018 - Rádio Rio de Janeiro

Tsuru Agência Digital
Desenvolvido pela