Blog

Prefeitura do Rio de Janeiro lança testagem de Covid-19 por aplicativo

Por: Lohrrany Alvim
14/01/2021 – 10h45
O app já pode ser baixado em iPhones. A versão para Android ainda será disponibilizada. (Foto reprodução Internet)

 

Mais uma notícia boa para os cariocas. Moradores da cidade do Rio já podem agendar testes de Covid-19 pela central telefônica 1746. E para facilitar ainda mais, quem usa iPhone tem a opção de baixar o aplicativo Rio COVID-19 na App Store. A versão para Android ainda não está disponível. Em todos os casos, o carioca vai precisar fazer uma autonotificação e declarar que tem sintomas.

De acordo com a prefeitura do Rio, o objetivo é realizar a testagem em massa de 450 mil pessoas. A previsão do órgão é que sejam realizados 1,5 mil testes por dia em todas as unidades de saúde.

O modelo do teste é o do PCR, que usa cotonetes para colher material do fundo do nariz. Seu objetivo principal é colher uma amostra das secreções respiratórias do paciente e posteriormente tentar identificar a presença do vírus. O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, declarou que todas as pessoas que apresentarem sintomas da Covid-19 vão conseguir agendamento.

“Elas podem ligar, reportar que têm os sintomas, quando tiveram, para que a gente possa fazer uma ligação para esse paciente, avaliar se tem necessidade de teste ou não e fazer o principal, que não foi feito nessa pandemia, que é o rastreamento dos contatos”, detalhou o secretário.

 

Passo a passo

Como informamos no início da matéria, até o momento, apenas celulares com iOS podem baixar o app Rio COVID-19. É bem simples ter o aplicativo no seu aparelho.

Após baixar o app, o morador deve digitar o CEP de sua residência, informar peso e altura e fornecer e-mail e celular. Em seguida, o carioca deve dizer se faz parte do grupo de risco, se está grávida ou se tem comorbidades como diabetes, hipertensão ou obesidade. Também será preciso informar a data de início dos sintomas.

Além disso, será necessário marcar em uma lista os sintomas que o paciente teve como tosse, febre acima de 38º C, dor de garganta, falta de ar, diarreia, perda de apetite, perda do olfato, náusea ou vômito. Caso o sintoma não esteja na lista, poderá informar em seguida.

Por fim, antes de enviar o formulário, será preciso responder se já realizou exame PCR. O aplicativo sugere que, em caso de piora nos sintomas, o paciente deve procurar a Clínica da Família mais próxima. Se for preciso, um funcionário da prefeitura entrará em contato para indicar onde a pessoa pode ser testada.

 

Vacinação no Rio

A prefeitura mantém a previsão de início da vacinação na capital entre 20 e 25 de janeiro. O objetivo é o de imunizar 2,6 milhões de pessoas nas primeiras quatro etapas do plano de vacinação, a partir do cronograma do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde.

Na primeira fase, deverão ser imunizados trabalhadores da saúde, pessoas a partir de 60 anos, pessoas com comorbidades, professores, indígenas, quilombolas, profissionais das forças de segurança e salvamento e de serviços essenciais, além de funcionários do sistema prisional.

No início desta semana, dez mil testes rápidos de Covid-19 foram entregues à prefeitura do Rio. Os kits fazem parte de uma doação da União Rio, grupo que reúne empresários da cidade.

Veja também: Universidade de Israel oferece bolsas de estudo exclusivas para brasileiros

> Voltar

© Copyright 2018 - Rádio Rio de Janeiro

Tsuru Agência Digital
Desenvolvido pela