Blog

Projeto busca facilitar o atendimento médico com valores acessíveis no Brasil

Por: Adriano Dias
29/11/2020 – 09h35
Aplicativo VisitaCare já atua em 19 capitais brasileiras.(Foto reprodução Internet)

 

A saúde foi o tema que dominou o noticiário no ano de 2020. Os cuidados com o nosso corpo e com a nossa mente foram aprimorados ao longo deste ano que está “nas últimas”. E a tendência que deve seguir em uma eventual normalidade é a telemedicina. Diversas operadoras adotaram esta medida para evitar um aumento de circulação nos hospitais e agilizar as consultas, já fragilizadas diante da demanda de atendimento aos infectados pela Covid-19.

Alinhada a essa recente tendência, uma startup criou uma plataforma que encurta a distância entre médicos e pacientes, e possibilita o atendimento onde o paciente estiver. A VisitaCare é um serviço de saúde on demand, que conta com uma rede de mais de 20 mil clínicas e consultórios credenciados em todo o Brasil.

 

Como funciona?

Através da VisitaCare, o usuário digita a especialidade médica, além da cidade onde gostaria de receber o atendimento. A partir daí, o atendente apresenta os especialistas médicos, dentistas, ou laboratórios renomados mais próximos, que podem atender ao paciente de maneira particular.

O associado recebe um cartão virtual para ser apresentado como identificação na recepção do consultório e uma tabela de preços da consulta com o especialista, que na rede VisitaCare custa, em média, R$ 70.

Uma vantagem apresentada pelo serviço é o que o valor “é bem menor do que o preço de uma consulta particular com especialista, que gira em torno de R$ 300, em média, na Grande São Paulo”.  O profissional que atua no projeto também sai em vantagem, pois o médico recebe mais do que os R$ 40 que as operadoras de saúde pagam.

 

O nascimento do projeto

Segundo informações do site Só Notícia Boa, a startup foi criada pelos amigos Yuri Bertozzi, 28 anos, empreendedor e produtor musical, Vinicius Rossi e Lucas Bolognesi, ambos publicitários e também com 28 anos, e Marco Bertozzi, 58 anos, empreendedor e consultor na área comercial há 35 anos. Os três já se conheciam há 13 anos, quando cursaram o ensino médio na ETEC Júlio de Mesquita, Santo André, na Grande São Paulo. Marco e Yuri são pai e filho que encararam o desafio de empreender juntos.

Presidente e co-fundador da Vistacare, Yuri Bertozzi disse ao site Só Noticia Boa que a ideia surgiu para ajudar o brasileiro que não tem condições de pagar um plano de saúde, mas também não pode esperar por atendimento nas filas do SUS.

“A ideia surgiu da ânsia que tínhamos em criar algo que pudesse dar acesso a saúde de qualidade para a sociedade. Sabemos que o grande gargalo do SUS são as consultas e exames regulares. Então, pensamos em algo que pudesse apoiar esse paciente, que fica à deriva no sistema”, detalhou Bertozzi.

Segundo os fundadores, o projeto nasceu para ir pelo caminho contrário ao que se conhece em atendimento médico hoje no Brasil.

Veja também: Projeto leva atendimento médico gratuito por telemedicina para quem não pode pagar pelo serviço

> Voltar

© Copyright 2018 - Rádio Rio de Janeiro

Tsuru Agência Digital
Desenvolvido pela