Plantão Rio Notícias

Dupla nacionalidade dificulta investigação sobre acusados da operação lava jato

Enviado em 03 de novembro de 2017 às 16:49 | Publicado por Equipe Rádio Rio de Janeiro

Cinco réus da Operação Lava Jato estão fora do país, e com isso, dificulta os processos de investigação do juiz Sérgio Moro contra eles. A Interpol ainda auxilia nos inquéritos. Os casos que servem de exemplo é o de Rodrigo Tacla Duran que deixou de ser preso na Espanha por ser cidadão do país, outro caso que tramita na justiça é sobre o ex-diretor da Petrobras Raul Schmidt, em Portugal. Os outros três,  um é suiço, outro libanês, e por último, um uruguaio. O Brasil luta para repatriar e poder julgar os investigados, mas existe falta de cooperação do próprio país com os outros.

> Voltar

© Copyright 2015 - Rádio Rio de Janeiro

Tsuru Agência Digital
Desenvolvido pela