Plantão Rio Notícias

Ibama e Instituto Chico Mendes de conservação podem ficar sem verbas até dezembro.

Enviado em 16 de setembro de 2019 às 15:13 | Publicado por Equipe Rádio Rio de Janeiro

As ações do Ibama e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, correm o risco de não ter recursos para encerrar o ano. É o que indica uma análise dos valores disponíveis e, do que já foi empenhado pelos dois Órgãos ligados ao Ministério do Meio Ambiente, que recebem a maior fatia dos recursos da pasta. O ministério informou que os valores bloqueados dos dois órgãos estão em fase de negociação com a área econômica do governo, que já sinalizou a possibilidade de liberação de limites ainda em setembro. Desde o início do ano, a gestão de Jair Bolsonaro empenhou para as ações de fiscalização do Ibama pouco mais de R$ 68 milhões de reais, média de R$ 8,5 milhões por mês. Por esse cálculo, o que resta em caixa daria para só mais 2 meses de fiscalização de crimes ambientais.

> Voltar

© Copyright 2018 - Rádio Rio de Janeiro

Tsuru Agência Digital
Desenvolvido pela