Plantão Rio Notícias

Justiça ordena que banco indenize mulher por negativação indevida.

Enviado em 01 de agosto de 2019 às 14:55 | Publicado por Equipe Rádio Rio de Janeiro

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais condenou o banco BMG a indenizar uma mulher em R$ 10 mil reais, por danos morais. A mulher teve o nome negativado por descumprir um contrato de crédito consignado, mas a 16º câmara cível considerou o documento sem validade por ela não saber ler. O Banco chegou a recorrer ao Tribunal sob o argumento de que a própria vítima teria que fazer prova de que não havia débito a ser quitado, mas o relator do caso, o desembargador Ramom Tácio, considerou que essa exigência seria uma prova negativa e caberia à instituição financeira, sob pena de responsabilidade indenizatória, provar a regularidade da negativação.

> Voltar

© Copyright 2018 - Rádio Rio de Janeiro

Tsuru Agência Digital
Desenvolvido pela